Assessor adulto e coordenador jovem: Uma parceria invencível

De: R$15,00 Por: R$10,00 Parcele em 1x SEM JUROS ou em até 12x COM JUROS de 2,89% ao mês

Informações do produto

Consulte o CCJ via WhatsApp (11) 97017-1361 ou e-mail para opções de fretes mais baratos



É preciso nascer de novo. (Cf. Jo 3,1-8)

Padre Jorge Boran nos oferece mais um livro: 

“Assessor Adulto e Coordenador Jovem: uma parceria invencível”, que vem em um momento​ímpar de nossa história.

Boran nos apresenta o papel do assessor, a crise, a confusão de papéis, o medo de assumir a missão junto aos jovens.

A pandemia do Corona vírus veio dar um novo sentido à nossa vida. Vivemos tempos de novos aprendizados. É preciso nascer de novo.

É preciso ser homens novos, mulheres novas, um dos sonhos que alimenta a caminhada de décadas de serviço à juventude, de assessores e coordenadores.

É possível construir famílias novas, com relações de respeito, cuidado, tendo tempo para estar juntos?

É a nova sociedade, com pão em todas as mesas; uma Igreja renovada, despojada, servidora, que cuida dos pequenos e pobres.

Penso na Casa Comum, com a Laudato Si, o Sonho de Papa Francisco, e planeta doente, adoecendo.

Por estas e outras que digo que o serviço aos jovens precisa tomar, agora, novo sentido. Descobrir, apontar, encontrar novos caminhos.

Em um mundo tão individualista, perceber e acreditar que o exemplo das primeiras comunidades se tornou vivível e, quem sabe, possível novamente: “Tinham tudo em comum, e não havia necessidade entre eles” (Atos 2, 42-47).

O despertar da solidariedade, do voluntariado, do arriscar a vida para comprar comida, ou ir ao mercado para um idoso em quarentena, em distanciamento social. Diz Papa Francisco:

“Embora de forma diferente em relação às gerações passadas, o compromisso social é um traço específico do jovem de hoje” (ChV170).

Descobrir que lavar os pés pode ser levar uma cesta básica a uma família carente. Quem poderia pensar antes de não podermos lavar os pés em plena Quinta-feira Santa?

Sim, vivemos uma época de novos paradigmas, de novas possibilidades.

Com a Laudato Si, de 2015, abre-se um caminho do despojamento, de uma espiritualidade e estilo de vida do ‘quanto menos, tanto mais’, a ‘sobriedade feliz’, que nos ensina a viver com frugalidade, sem desperdício e descarte, com um novo jeito de viver, cuidando da Casa Comum, espaço e temática onde os jovens são sensíveis (Laudato Si no 222, 223, 224). É só relembrar a adolescente sueca Greta.

O livro do Boran nos fala do protagonismo dos jovens.

Apresenta os tipos de assessores, os que favorecem e os que não favorecem este despertar juvenil. Como formar assessores e coordenadores que favoreçam e estimulem este protagonismo hoje?

A partir do Sínodo dos Jovens de 2018, a opção pelos jovens é uma “prioridade pastoral histórica, na qual se deve investir tempo, energia (pessoas) e recursos (financeiros)” (Doc. Final do Sínodo, no 119).

E vale ressaltar o papel fundamental dos acompanhantes de jovens, no caminho do discernimento vocacional.

A Christus Vivit, Exortação Pós-Sinodal de Papa Francisco, no capítulo VII, números 202 a 247, nos apresenta como deve ser a pastoral com os jovens. E nos números 278 a 298, apresentam o discernimento vocacional, e o serviço importante dos assessores, ali chamados de acompanhantes de jovens.

Por fim, hoje no serviço às juventudes, é preciso reconhecer a força e importância das redes sociais. Para chegar aos jovens, para formar assessores, coordenadores e jovens, que o autor chama de “potencial da internet”.

Na verdade, no serviço às juventudes, acredito que é preciso nascer de novo, e que muita coisa bonita e nova vem surgindo por aí. Este livro de Padre Jorge Boran é um tijolo nesta nova construção.

Dom Vilsom Basso, SCJ

Bispo de Imperatriz – MA

Características

Dimensões da Embalagem (Largura X Altura X Profundidade): 10 x 15 x 0,5 cm

Peso do produto: 0,17 kg